Blog

Encontro Fim de Ano 2018

E finalmente conseguimos nos encontrar em 2018. Um ano ruim pacas, onde andamos pouco com nossas adoradas italianas. Vamos torcer e trabalhar para que 2019 seja muito melhor e que possamos nos encontrar com mais constância.

O encontro foi no TT Garage, ali na subida do Joá, onde era a Suzuki/Crazy. A obra ficou muito boa, espaçoso e o local é quase escondido, o que não é bom para uma revenda de motos, mas é ótimo para um local como o TT Garage, é sossegado. Os Delegados Luan e Rogério coordenaram a dica do quase sócio do lugar, o Vice Presidente do ForzaRio, Dr. Paulo Garrido – Somos um grupo que não se encontra, que tem andado pouco de moto, mas damos muito valor aos cargos, hahahahahaha!

 

Quem foi curtiu muito, a noite estava adorável, ninguém estava chato, a cerveja gelada, o hamburguer muito bom e o mais importante, a música e cantora deu um show de competência, simpatia e afinação. As horas voaram! E o hamburguer é um negócio do Zé Roberto, da Harley, Ducati, MotoBarra e etc. 

https://youtu.be/8-evQDTMir0

De visitas no grupo os jornalistas João BikeShow Mendes, Marco Túlio do SporTV, Arcanjo Magaldi e o Frederico Garcia, que mesmo sem ter moto italiana foi nomeado na hora Diretor Jurídico do ForzaRio. 

Sentimos muito a falta do Fernando Ceriani, outro VP. E o VP Luís Henrique também deu a notícia de que está com um negócio novo, um Empório cheio de acepipes e  cervejas artesanais. Vamos lá em bando e de moto conhecer tanto o Empório como o Bar do Zé do Hambúrguer lá na Vargem Grande.

Conseguimos distribuir algumas camisetas do DOC. Agradeço a todos pelo apoio, camaradagem e bom astral. O ForzaRio existe para isso, para nos divertir e espalhar a felicidade que é ter uma moto e gostar do motociclismo.

Mário Barreto

+100 Dicas na Amazon e iBook Store!

 

Comecei 2018 já com uma novidade. Publiquei um livrinho digital. São mais de 100 dicas para quem vai viajar de moto para longe, pela primeira vez.
Estes textos já estavam mais ou menos deste jeito publicados em uma sequência de artigos no meu Blog, o Motozoo®, mas no livro ficam todos juntos e acrescentei algumas coisas.

Comecei o processo de publicação eletrônica para aprender a usar os processos, conhecer os contratos e mecanismos. Quando vi, estava publicado!

Recomendo, é uma sensação boa publicar um livro, de que tamanho for. Já fiz filhas, já plantei árvores, faltava o livro. Outros virão.

https://itunes.apple.com/br/book/100-dicas-para-quem-vai-viajar-de-moto-pela-1ª-vez/id1332210356?l=en&mt=11

“A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça a justiça em todo o lugar”

Este título não é meu, é uma das mais famosas frases de de Martin Luther King e está em sua Carta da Prisão em Birmingham, de 16 de abril de 1963, ano em que eu nasci, 54 anos atrás.

Ontem eu e mais 4 amigos, fomos vítimas de uma injustiça terrível que acredito ser impossível de ser reparada.

Fomos todos presos, ao nosso ver de forma absolutamente injusta, também ao nosso ver sem qualquer prova ou materialidade, tivemos nossas motocicletas e celulares apreendidos, teremos despesas e transtornos para nos defendermos disso e só nos livramos da cadeia após pagarmos cada um uma fiança de 5 mil reais.

Para as autoridades de Petrópolis, passear de moto em suas cercanias é “racha”, merece prisão e uma fiança maior do que a de um traficante preso com um carro roubado como neste exemplo que pesquisei rapidamente – http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/rj-no-ar/videos/primo-de-traficante-preso-por-roubo-e-solto-apos-pagar-fianca-de-r3000-16102015

Nosso país, nossas autoridades, nossos julgamentos, procedimentos e tudo mais, são todos “esquisitos”, é impossível não se decepcionar e discordar com quem diz que viver no Brasil neste momento é desperdiçar uma encarnação.

O ForzaRio, clube que presido, combinou um passeio de moto até o Galpão Caipira, no Vale das Videiras em Itaipava – http://mailchi.mp/8fa956b48e4e/caf-da-manh-no-galpo-caipira?e=[UNIQID]

No grupo  de 3 Monsters 1 Diavel e uma X-Diavel, eu e mais um avô, outro senhor de cabelos brancos, outro senhor e apenas 1 jovem. Descrevi as motos porque não são modelos de corrida.

Com a violência contra motociclistas que estamos vivendo, apenas no final de semana retrasada foram 4 motos roubadas de amigos, só é prudente sair para passear em grupos e mesmo assim com perigo. A PRF parece não ter os mesmos recursos para combater o roubo de motos na Washington Luis, que tem para prender “rachadores” na BR-040.

Domingo de manhã cedo subimos a serra e fomos interrompidos pela Polícia Rodoviária Federal no retorno para a entrada de Araras. Estavam em uma operação combinada desde o meio da semana, informações que recolhemos depois na delegacia, onde o objetivo era o de prender motociclistas. Vejam aqui – http://g1.globo.com/rj/regiao-serrana/noticia/prf-apreende-15-motocicletas-em-operacao-contra-racha-na-rodovia-br-040.ghtml

Eu e o ForzaRio sempre apoiamos estas operações da PRF, há abusos nas BR-040 e isso pode ser conferido em um texto que escrevi aqui em 2011 e que foi republicado em outros sites, sobre a operação Pegasus – http://www.motozoo.com.br/?p=28

Apoio, desde que bem feito, desde que dentro da lei, desde que com justiça, desde que prendam quem está fazendo racha.

Infelizmente sentimos na pele esta injustiça. Ninguém quis ouvir nem considerar nada. Estavam todos combinados desde o meio da semana, a missão dada, e cumprida, era a de produzir manchetes de jornal, como vimos acima, dizendo que as autoridades não estão paradas sobre o problema. Os policiais prenderam os primeiros que passaram em velocidade, pois como o procedimento na delegacia é longo, melhor ir logo. Já estava na delegacia o juiz, e o delegado com as acusações de pega prontas, faltando apenas qualificar os criminosos. Aí chegamos nós.

Nosso grupo não estava fazendo pega, a polícia não produziu provas, fotos ou multas dos integrantes, exceto de mim, que fui radarizado a 150 km/h em um ponto escolhido a dedo para a polícia armar a sua armadilha de velocidade, no final da grande descida do Alto da Serra, onde as motos infelizmente embalam um pouco mais. Sem qualquer disputa, passeio mesmo, o que caberia no máximo uma multa, pois a velocidade no trecho é de 110 km/h. Nenhuma medição para os outros. Logo depois todos juntos e lentamente, para que ninguém perdesse o retorno por desconhecimento do caminho, fomos presos, tivemos motos e celulares apreendidos, passamos 14 horas em cana e só nos livramos do PRESÍDIO com o pagamento a vista, em dia sem expediente bancário e sem poder usar os celulares para gerar tokens  ou comparecer em caixas para autenticação biométrica, da exorbitante quantia de 5 mil reais. Agora teremos que voltar lá várias vezes, constituir defesa para uma acusação criminal, comprar novos celulares.

Esta é a medida sócio educativa que as autoridades de Petrópolis receitaram para resolver o problema de rachas na BR-040. Prender o ForzaRio DOC e fazer umas manchetes.

Assim foi o meu, o domingo dos meus amigos. A decepção é enorme, a injustiça maior ainda.

Segundo autoridades de Petrópolis, perigosos.

Estes processos, dada a sua precariedade de provas, dificilmente alcançará condenações, e isso inclusive nos foi dito na prisão, mas como “já estava combinado” e o objetivo maior era apenas o de gerar as manchetes, o educativo. O nosso sofrimento, de nossas famílias, as aporrinhações e despesas, foram provavelmente considerados pelas autoridades como o preço a pagar, ainda mais que não são eles que pagam.

Vamos a partir de hoje evitar passar por Petrópolis o mais possível, é uma cidade onde as autoridades armam arapucas para motociclistas, onde as autoridades não gostam de motociclistas, onde as autoridades não tem autonomia para ouvir, onde a polícia prende sem provas e os motociclistas são processados sem qualquer consideração.

Recebi de uma amigo uma mensagem atribuída a autoridade da cidade de Petropólis, onde há a ameaça de acusação de prevaricação para todos os que não cumprirem a sua ordem. O terror nas polícias é tão grande que prenderam até um cidadão que estava indo de moto jogar futebol. Perdeu a pelada e só saiu de noite da delegacia.

Não podemos mais ficar a mercê destas injustiças, nosso Estado é lindo e repleto de estradas e localidades bonitas para os nossos passeios. Não se pode mais passear de moto por Petropólis. Como no mesmo texto a autoridade diz que estas operações serão constantes e rotineiras, você certamente será acusado de racha será preso, mesmo que sem provas. Ou então vamos fazer o seguinte, vai um, espera dez minutos vai outro, um de cada vez, para não te acusarem de racha. E rezem para que você não seja ultrapassado por alguém que não esteja no seu grupo, justamente o nosso caso, pois aí você será acusado de estar rachando com este outro motociclista. É surreal, mas verdadeiro.

Vida que segue, vamos nos defender, vamos vencer, vamos andar por outros lugares. Que os eventos e os encontros de Petrópolis definhem até acabarem, mais uma alegria para as autoridades petropolitanas, que nos detestam.

Mário Barreto

VI Encontro de Buteco 2016 – Lagoa

Foi maneiríssimo o VI Encontro Mensal. O local é ótimo e alguns ainda não conheciam, o Restaurante Victoria, no Jockey Club, bem ao lado da pista dos cavalinhos.

A temperatura estava sensacional para andar de moto, friozinho, a comida muito boa e o papo idem.

O fato negativo é que eu contava com a presença dos sócios mais novos, entraram muitos nos últimos meses, e acabou que compareceu apenas a “Diretoria” que sempre comparece.

Precisamos melhorar isso.

O local recebeu tantos elogios que já pretendo repetir, quando espero que mais gente apareça.

Obrigado a todos que compareceram, o ForzaRio DOC é prá isso.

Abraços

Mário Barreto

V Encontro de Buteco 2016 – Recreio

E o V Encontro de Buteco, no Recreio, não aconteceu. Quero dizer, aconteceu, mas foi muito prejudicado pela chuva torrencial que caiu na cidade. Mesmo assim não deixei de ir, assim como o Manel, o Ricardo, o Rogério e convidei também meu primo Sérgio, que mora ali ao lado.

O local é ótimo, o Bahamas, a carne muito boa, o espaço muito bonito e espero que possamos voltar lá para um encontro com muitas motos.

Obrigado Manel e Ricardo,

Abraços

Mário Barreto

IV Encontro de Buteco 2016 – Itaipava

Obrigado galera, o IV Encontro de Buteco de 2016, e V Pizza Noturna de Itaipava da semana passada foi ótimo, foi um sucesso.

Presença recorde de 17 motos, a maioria Ducati’s, estrada linda, lua cheia, temperatura agradável, boa pizza e muita amizade. Tirando as paradinhas para apertar o fio da Mille, ZERO ocorrências, tudo transcorrendo na mais perfeita tranquilidade.

É um prazer presidir um grupo como este. O ForzaRio DOC foi criado exatamente para isto, proporcionar experiências bacanas com o motociclismo, evoluir a pilotagem e fazer amigos. Até agora a agenda anual está sendo completamente cumprida. Em maio preparem-se, teremos o Bate&Fica em Búzios. Novamente obrigado e não vamos deixar a peteca cair. V2 Power!!!

Abraços

Mário Barreto

III Encontro de Buteco 2016 – Niterói

Finalmente, depois de 2 adiamentos por conta da chuva, rolou o III Encontro de Buteco do ForzaRio DOC.

Seguindo nossos planos, desta vez escolhemos Niterói, onde o ForzaRio tem alguns membros animados, uns membros carrapatos e bares animados!

Eu particularmente adoro a noite em Niterói, tem um astral “no caminho” de Búzios.

Novamente ameaçou chuva mas tive fé e fui recompensado. Eu e o Delegado Carlos. Na ida peguei algum transito na ponte, que agora tem as pistas bem apertadinhas.

O ponto de encontro foi o famoso museu nave espacial, que estava fechado para obras.

Em minutos chegou o também Delegado Cláudio Márcio que foi me guiando para a localidade escondida (para mim) de Jardim Icaraí, cheia de barzinhos, um lugar bem bacana e seguro.

O Jorge Delgado e sua Monster marcaram presença e mais a galera de Niterói, que não sei porque se arrastam por aí em outras motos que não sejam as italianas… estranho, eles tem bom gosto para fazer amigos mas não para comprar motos…

A volta foi muito maneira, pistas vazias, temperatura amena, o Twitter avisando das Bol’s, um PM com rifle na minha cara (mas tirou logo e pediu desculpas). Desmo emoções, desmo velocidade, desmo amizades.

Que venha o próximo e a agenda está sendo totalmente executada.

Abraços

Mário Barreto

Bate&Fica Paraty 2016

O rolé foi um sucesso. Tudo funcionou certinho, os horários, a estrada linda e o grupo unido e animado.

Quem optou por voltar e fazer um bate e volta pegou uma chuva infernal, mas quem ficou pode curtir a noite em Paraty e voltar no domingo com o tempo também ótimo.

Parabéns para o grupo e vamos melhroar sempre. O próximo, se não me engano, será Búzios e vamos arrebentar.

Cliquem no link abaixo para ver as fotos do evento que ficaram no meu iPhone:

Fotos Paraty 2016

Abraços